30 de dezembro de 2008

Reminiscências de um Gago em seu Exílio (Parte 17): E 2008 Passou Voando...

Esse négocio de fim de ano é fogo, e principalmente aqui em Noronha que é um ovo. ^^' Mas, deixando isso de lado, adivinha quem chegou aqui em Noronha? O nosso querido presidente Lula, o pobrezinho vai passar o fim de ano nessa ilha de Lost, coitado. ^^'
Mas, mudando de assunto, eu sei que sou psicótico, isso eu sei! Mas que essa sensação de que o tempo está passando rápido demais, não é só minha! Afinal alguns concordam comigo(ou não). Dizia um professor meu, que essa sensação não é por acaso (apesar de eu não acreditar que nada nessa vida é por acaso O.o) acontece que nosso calendário, nosso tempo, está baseado nos cálculos que fizeram a algum tempo atrás, de quanto tempo a terra dá a volta ao redor do sol, de si mesma e blá blá blá, e chegamos aos 365 dias e 6 horas e às 24 horas, essas coisas. Mas segundo ele, as mudanças que a humanidade causou no planeta mudaram isso, o planeta está girando mais rápido, um dia agora corresponde a mais ou menos 18 horas e os cientistas sabem disso, mas ninguém mais quer mudar nosso modo de vida, porque afinal nossa sociedade está "organizada" assim... enfim, se for apenas uma teoria, eu concordo com ela.

Eu fico mal às vezes, porque quando deito pra dormir, tenho a sensação de que acabei de acordar e fico me perguntando o que foi que eu fiz de útil. Mas de certa forma isso me mostra que cada minuto deve ser aproveitado ao máximo, por mais que isso seja difícil... Afinal, o que é aproveitar cada minuto? Às vezes eu acho que estou perdendo tempo, porque não estou praticando esportes radicais na Nova Zelândia ou badalando de sexta a domingo sem parar, mas temos que ver que cada um tem sua vida, seus gostos, suas manias, as pessoas que ama, e a forma particular de cada um de aproveitá-la. Então eu deixo de ser menos psicótico, e aprendo que aproveitar cada momento é deixar a vida rolar e parar de se preocupar com o que fazer com ele.

2008 foi um ano bom, apesar do que se a gente for botar na balança, os prós e os contras, sempre dá pra menos, porque a gente nunca está satisfeito com o que conquistou, sempre está querendo mais mesmo... ¬¬’ Ou somos muitos ingratos com a vida ou somos sempre esperançosos de que a vida sempre melhore... hehehehe...

Foi um ano legal pra mim... Botei mais juízo na cabeça, nem tanto, mas... Me aproximei de algumas pessoas, me distanciei de outras... Estou trabalhando com o que eu quero, estou do gostando do podcast no qual eu participo... Senti e continuo sentindo muita saudade dos meus amigos e saudades de Natal... Bebi pouco (porque não tinha vinho ^^')... Não engordei ¬¬’... Comprei um Nitendo 64... Fiz esse blog no qual se tornou a minha segunda casa e um lugar onde fiz amigos que já moram em meu coração... Muita coisa aconteceu em 2008! E eu gostei!

E seja como ingrato ou como esperançoso, quero muito mais pra 2009! Algumas coisas já estão meio que escritas: Alguns projetos que eu quero fazer, como por exemplo, continuar esse blog e que ele seja uma casa para as pessoas que visitam ele, e novos documentários que eu quero fazer. Mas que venha 2009 que eu mato no peito, nem que eu tenha que cair pra tentar de novo.

Pra quem passar ou pra quem também não passar por aqui, eu grito aos 4 ventos da net:



Feliz 2009 a Todos!
Ps: Vou voltar a postar nesse blog somente dia 10/01/2009, vou tirar ferias. ^^'

Balaiocast 13: Feliz 2009!!!!!!!!!!!!!

Poxa depois de muito tempo sem Balaiocast, finalmente voltamos com o ultimo programa do ano. E como não poderia deixar de ser, está super especial. Esse programa foi preparado com muito carinho, espero que gostem. Além de música boa, dicas de cinema com Anderson Ricardo, temos mensagens dos nossos ouvintes, pare o que está fazendo agora e comece a viajar. Pra todos vocês, muita paz, luz e saúde! Espero que em 2009 todos nós possamos evoluir espiritualmente.

Para ouvir, é só clicar AQUI!!!

Mas se você quer baixar o nosso podcast clique no link abaixo com o botão direito e escolha a opção "Salvar Como..."


E-MAILS

Mande suas críticas, elogios e sugestões para:
balaiocast@yahoo.com.br

27 de dezembro de 2008

Humor para o fim de semana.

Bem pessoal esse é o ultimo "Humor para o fim de semana" de 2008 espero que vocês gostem pois dia 30 ou 29 dependendo da net eu vou publicar o ultimo texto de 2008, então até lá. ^^'




Nerdcast - O Anime

No ultimo dia 25 a galera do Nerdcast recebeu um presentaço de um fã. Uma animação feita pelo ouvinte e animador Gilson Jr, o trabalho dele foi divulgado no Nerdcast 95 com a sua primeira animação. A animação é um teaser trailer com os participantes do Nerdcast, que estão em perigo quando a poderosa corporação maligna HN toma providências para proteger seu maior segredo: o Acre!

Confira logo abaixo:



Estrelando: Alottoni, Azaghâl, Bluehand, Tucano, Sr.K, Almôndega, Dubox, Portuguesa e Sra. Jovem Nerd.


Gostou então não deixe de ver os outros trabalhos de Gilson “Ninguém” Jr no seu perfil do Youtube!

23 de dezembro de 2008

Minha mensagem de Natal.


Olá pessoal tudo bem? Depois de ter falado do meu fracasso, eu agora gostaria de falar sobre algo bem mais agradavel, como o Natal que é um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas. O Natal é tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca. É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações.

É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui. O Natal é a festa do amor, da paz, da reconciliação dos corações. É a festa da alegria celebrada em família na simplicidade e no amor, comemorada sem excessos nem bebedeiras. ( se tiver vinho esqueça as bebedeiras ^^')

Eu sou Noronhense de nascimento e amor, desde setembro de 1985, desde que eu me entendi por gente sempre procurei servir e ajudar essa ilha que as vezes eu chingo e amo de todo coração. Então eu desejo a todos que visitam esse blog um feliz Natal e que neste dia você e sua família sintam mais forte ainda o significado da palavra amor, que traga raios de luz que iluminem o seu caminho e transformem o seu coração a cada dia, fazendo que você viva sempre e com muita felicidade.

22 de dezembro de 2008

Meu fracasso, meu obituário eo meu recomeço.

Passei esse fim de semana pensando em como ia escrever esse texto e falar do meu recente fracasso. Eu digo fracasso por que foi isso que aconteceu, e me sinto estremamente envergonhado em dizer que infelizmente não consegui terminar o 3º ano do ensino médio. Então você leitor desse blog pergunta: Mas Anderson por que?

Se bem que eu não tenho vergonha em em dizer que ainda não terminei os estudos, pois infelizmente a vida me deu um caminho diferente, e tudo isso porque eu permiti que acontecesse pois a vida aqui em Noronha é muito cara, somente para você que está lendo vou lhe dar um exemplo. Uma Coka Cola de 2 litros custa 7,00 reais aqui em noronha, isso no lugar mais caro, fora o quilo do feijão, arroz e e.t.c. Para voçê poder se manter aqui nessa ilha tem que ter mais de um emprego, e foi exatamente isso que me fez me distanciar dos estudos, não que eu queira usar isso como desculpa pois foi falta de organização e preguiça eu adimito, pois eu podia muito bem trabalhar e estudar sem problemas e isso foi o meu fracasso.

Eu sempre tive vontade de fazer teatro, pois vejo que é uma arte belissima e me trouxe de volta um Anderson que estava preso por causa de sua gagueira, e hoje eu posso dizer que sou uma nova pessoa por causa do teatro, e foi ele que fez querer voltar a estudar pois eu queria ser ator e para isso se realizar eu tinha que terminar o ensino médio, e logo no inicio desse ano eu fiz a promeça de terminar os estudos e seguir essa vontade de fazer teatro. Mas na semana passada eu recebi a noticia de que não tinha passado e que infelizmente teria que repetir, fiquei triste e evergonhado de não ter conseguido realizar a promeça. Por isso fiz um texto chamado "obituário" no qual me inspirei do filme "Escrito nas Estrelas" e fiz uma releitura.

Obituário

Anderson Ricardo, jovem aluno da EAFN, morreu nesta Sexta, por complicações em sua vida estudantil.

Ele tinha 23 anos. De fala suave e obsessiva, Anderson nunca pareceu um grande estudante, mas em seus últimos dias de vida, revelou um lado desconhecido de sua psique.

Essa pessoa meio mistériosa surgiu durante sua busca pela sua há muito esquecida vida de estudante, infelizmente, a longa busca terminou tarde da noite de sexta, em completo e total fracasso.

Mesmo derrotado, o corajoso Anderson agarrou-se à crença de que a vida não é um amontoado de coincidências e acidentes sem significado... Não, Não... É uma série de acontecimentos que culminam num belo e sublime plano.

Ao responder sobre a perda de seu amigo, Francisco Mendes e Mônica, Grandes amigos blogueiros dele, descreveram Anderson como um homem mudado em seus últimos dias de vida. "Tudo ficou mais claro pra ele", observaram os dois.

No final, Anderson concluiu que para viver em harmonia com o universo é preciso ter fé inabalável no que os antigos chamavam de "fatum", aquilo que sempre chamamos de destino...

Bem, depois disso eu notei que o texto falava que eu tinha desistido, que o Anderson estudante tinha morrido e que nunca mais voltaria a viver. Bem, agora eu digo a vocês que esse Anderson não desistiu e que vai recomeçar de cabeça erguida e sem olhar para traz, pois o que passou passou e não vai mais voltar. Por isso eu Anderson Ricardo digo a voçês que não vou desistir, eu vou RECOMEÇAR.

19 de dezembro de 2008

O Corvo será recriado para o cinema.

Stephen Norrington assinou contrato para escrever e dirigir a nova versão, que ainda não tem produtora. A primeira versão teve Brandon Lee como Eric Draven, um músico assassinado quando tenta salvar a namorada, e volta dos mortos para se vingar. Lee morreu durante as filmagens, mas a série teve mais alguns filmes e uma série de TV.

O filme mais "recente" de Norrington foi a adaptação, também dos quadrinhos, de A Liga Extraordinária.







18 de dezembro de 2008

Plot twist em Resident Evil 5 (Tem spoiler...)

Na revista Famitsu, a Capcom anunciou algo importantíssimo de Resident Evil: Jill Valentine está morta. Na imagem logo abaixo, Chris Redfield coloca flores em seu túmulo, que diz: “Em memória de nossa querida Jill Valentine - BSAA - 1974-2006″.

Não se sabe como isso afetará Resident Evil 5. Para saber, temos de esperar até 13 de março de 2009.

17 de dezembro de 2008

Divulgue o “Crepusculinho”.


O blog Cara de Macaco está fazendo a divulgação do “Crepusculinho” a série é feita pelo Robson Reis e publicada no site http://www.foforks.com.br/ . Então se você que ajudar é só seguir as regras logo abaixo:



  1. Precisamos que quem for participar, por favor manter o texto padrão nas mensagens, isso torna o envio mais rápido e mostra que somos organizados!

  2. Quem mandar as mensagens deixe um recado aqui p/gente saber quem quis entrar nessa divulgação !!

  3. Segue abaixo a mensagem e os emails para envio das mensagens!Escolha 1,2,3 ou tds os emails e nos dê essa força!

Mensagem Padrão:


Assunto: Invasão fãs do “Crepusculinho”.


Olá meu nome é “seu nome”, tenho “sua idade” anos e sou de “cidade/estado”.
Sou muito fã das tirinhas “Crepusculinho” feitas pelo Robson Reis e publicadas no site http://www.foforks.com.br/
Gostaria muito que vocês fizessem uma matéria sobre esse trabalho.


AS (OS) FÃS ALUCINADAS (OS) DE “CREPUSCULINHO” AGRADECEM!!!

Comunidade no Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=74572641


Lista de p/onde mandar a mensagem!

E.mails (Sites,Jornais,etc...)
Marcelo Naranjo: naranjo@universohq.com
Zeca Camargo (G1): zeca@tvglobo.com.br
Luciano Trigo (G1): lucianotrigo2007@gmail.com
ALEXANDRE OTTONI : alottoni@jovemnerd.com.br
Folha de São Paulo: folhaemergencia@uol.com.br
Estadão (SP): editor@estadao.com.br
Zero Hora (RS): leitor@zerohora.com.br
Paulo Ramos: blogdosquadrinhos@uol.com.br
Judão: imprensa@judao.com.br

Sites que tem que preencher o formulário:

http://omelete.com.br/contato
http://www.cpopular.com.br/lista_editorias.asp?area=2061 (contato/email)
http://www.clicrbs.com.br/ (fale conosco)

16 de dezembro de 2008

Anime Sun em Natal. Sugoyyyyyyyyyyy

Lembra que eu tinha dito que Natal estava mesmo deixando de ser província? Pois bem, foi realizado nos dias 6 e 7 de Dezembro de 2008 em Natal RN o Anime Sun. O evento contou com participação dos dubladores Mauro Ramos ( Shrek, Zeca Urubu em Pica-pau, Pumba em O Rei Leão, Sucker no humorístico Casseta e Planeta, Tork em Holy Avenger, Jet Black em Cowboy Bebop, Capachão, Borges e o Cozinheiro na extinta TV Colosso.) e Miriam Ficher (Vaca em A Vaca e o Frango, Lilica em Tiny Toons, Botan em Yu Yu Hakushô, Charlene na Família Dinossauro, Piggy em Muppet Babies, Princesa Sara em Cavalo de Fogo; além das atrizes Drew Barrymore, Meg Ryan Angelina, Nicole Kidman em diversos filmes.), e das bandas: Akai Me, Kasumi, Kami Arashi, Kame Rider, Black Tie, Pandora No Hako e Saigo Ni.

O evento contou com Concurso de Cosplay - Tradicional, Concurso de Cosplay - Desfile, Torneios de Video-Game, Torneios de Arcade e entre outras coisas legais. É bom ver que natal está evoluindo, pena que eu não pude participar. ¬¬' Então para matar a curiosidade aqui vai algumas fotos do evento para vocês. ^^'







Ps: As fotos eu peguei no album do meu amigo Bruno Pan . no Okut, Obrigado bruno. ^^'

Ps2: Visite a comunidade Anime Sun no orkut e de uma olhada no site www.animesun.com.br.

Finalmente a animação baseada na série “Lost Canvas”


Finalmente a série “Lost Canvas” vai virar animação. A série se passa na batalha contra Hades, 243 anos antes da cronologia oficial de Saint Seiya (Cavaleiros do Zodíaco). O personagem principal é Tenma o antigo cavaleiro de Pégasos.

Agora está em construção um site oficial para o anime de "Lost Canvas" que deve chegar às telonas em 2009. Por enquanto é possível conferir algumas imagens do rosto dos personagens: Sasha, Alone, Tenma, Yuzuriha, Dohko, Hypnos e Hades.


Confira logo abaixo algumas imagens:


15 de dezembro de 2008

O sentido do Natal. Por: F, Mendes


Qual o sentido do Natal? Porque comemoramos essa data? Quando chega a época de natal, só pensamos em presentes e em confraternização. Pessoas agem com hipocrisia, sendo inimigas o ano todo, ficam amigas, boazinhas, no natal. E quando passa o fim de ano, esquece. Tudo volta ao normal.

Todos desejam saúde, prosperidade, dinheiro, etc. Mas, pra que comemoramos o natal, mesmo? O sentido dessa data, na verdade, é o nascimento de Jesus. O dia em que o maior de todos os reis nasceu, num lugar humilde e sujo, porque não teve onde nascer.
Aos poucos, vão se esquecendo o que é comemorado, na verdade, no dia 25 de dezembro. Não passas, mais, de uma data comercial, uma data pro comércio prosperar, pra fazer amigo-secreto, pra comer e beber até estufar, pra dar tapinhas nas costas e desejar felicidades pra gente que você nem conhece. Natal não é Papai Noel, não é gnomo e nem árvore com enfeites.
Não deixe o verdadeiro sentido do natal ser esquecido. Não se esqueça de quem deu o maior presente para nós...

Postado no Blog Lost Star no dia 23 de Dezembro de 2007

12 de dezembro de 2008

Cachorro atropelado recebe ajuda de seu amigo canino

Lembram-se quando eu coloquei um video sobre a Sabedoria animal? Bem eu encontrei na net um video bem interessante. Um outro caso sobre a sabedoria dos animais aconteceu recentemente, num caso onde, infelizmente, um cachorrinho foi atropelado em uma rodovia de grande movimentação. Um outro cachorro, provavelmente seu companheiro de ruas, andou pela estrada até o ponto onde ele estava caído e o arrastou para fora da pista! É uma cena muito emocionante!

Mais uma vez eu indago: como ainda pode haver pessoas que consideram que os animais são irracionais?! Como pode haver pessoas que maltratam os animais?! Amem os animais, gente!

Confira o video logo abaixo:

Infelizmente o cãozinho atropelado não sobreviveu…

11 de dezembro de 2008

A arte de Francisco Mendes.

Visitando o blog Lost Star que é do meu amigo F,Mendes, vi um pouco dos desenhos que ele faz, e eu encontrei uns muito bons relacionados a série Lost, que ele fez totalmente em versão Mangá. Confira logo abaixo.





10 de dezembro de 2008

Animes: Saikano


Logo no inicio do ano eu tive o prazer de assistir o anime Saikano, demorei para postar aqui porque fui possúido por um terrível mal chamado preguiça e tambem insegurança em falhar ao falar sobre esse anime, mas passado isso vamos ao meu parecer...

Saikano conta a história de Chise e Shuji a partir do dia que os dois começam a namorar. Chise é uma garota bonitinha, desajeitada e vive pedindo desculpa, na gíria otaku, é uma baka. Shuji já é mais caladão, na dele, com aquele ar de mistério mas que esconde um bom coração. Enfim, no início do namoro dos dois começa uma guerra, aí, então, Shuji descobre que Chise foi transformada na maior arma de destruição, (um momento, tem alguma arma que não seja de destruição? Que seja...), a Chise vira a arma mais poderosa do mundo capaz de liquidar uma cidade inteira rapidamente. A partir daí os dois vão lutar pra poderem viver esse amor, tudo isso numa história recheada de drama, violência e sensibilidade.

A maneira como os personagens são apresentados e desenvolvidos, pode parecer a principio superficial, principalmente pra quem tiver preguiça de pensar. Suas histórias e sentimentos são revelados com flashbacks, pensamentos e até com certos spoilers do que acontecerá no futuro, já que a história é contada narrada por Shuji. Saikano demonstra de maneira crítica todo o mal que uma guerra traz. No anime podemos ver cenas de morte, inclusive de personagens principais, seja ela causada pela guerra ou por terromotos, como em uma das cenas mais emocionantes e linda do anime que é a morte da Akemi. Arrepiei agora. ^^'

Vale ressaltar também o desenvolvimento dos personagens, que, ao se encontrarem em meio a uma guerra são obrigados a crescerem, pegarem em armas e partirem pra luta pra defenderem aquilo que amam. Como é muito comum acontecer, não de forma literal, mas sempre temos que crescer em determinado momento, seja ele crítico ou não. Temos que nos armar seja lá com o que for e defender aquilo que amamos. Seja lá o que for. Já que chegamos ao ponto romântico da história, é claro que não posso deixar de falar sobre o enredo principal do anime: o amor entre Chise e Shuji. O que dizer sem parecer piegas? É lindo, ou como diria os otakus: "é kawaii". Porque tem todas aquelas crises tipo ciúmes e traições de namoros normais, como tem também o algo a mais, tipo a sua namorada ser a arma mais mortífera já criada. A partir disso os dois têm que lutar pra poderem viver esse amor, aprendendo a lidar com a perda, dos melhores amigos, de um ao outro, e, no caso de Chise, de sua própria humanidade.

Saikano não me fez chorar, como fez a muitos, enfim, não sei o que aconteceu comigo, vai ver minhas lágrimas secaram, mas pelo menos deu aquele arrepiozinho em algumas partes e os olhos lacrimejaram um pouco. Só. Mas isso não muda o fato de ser um anime inteligente, sensível, romântico, intrigante e que sem dúvida nos faz pensar, nos deixa em um estado, se, não de graça, mas de nostalgia. Mérito também sem dúvida nenhuma pra sua trilha sonora que capta todo o sentimentalismo dos personagens e do anime em geral. O estilo do traçado do anime e algumas cenas hentais(cenas de nudez) também dão um toque diferente e uma pitada (eu disse: pitada!) a mais de emoção.

Saikano está mais do que recomendado, mas, como eu costumo dizer, esta é uma daquelas coisas que são feitas pra serem vistas com o coração. Tá, com os olhos também, obviamente, mas tenham consciência de que é preciso ter mente e coração abertos pra poder aproveitar o mínimo que seja do anime, pois ele vale a pena ser assistido.

Ok, posso não ter chorado vendo o anime, mas se eu escutar a música de encerramento por muito tempo pode ter certeza que vou chorar. Abaixo seguem dois videos: o primeiro com o encerramento do anime e a tradução da letra; o segundo,com a música de encerramento na versão instrumental tocada em piano, que é um instrumento que acho lindo e gostaria de aprender a tocar, porém, minhas muitas habilidades não se estenderam até o mundo da música...Enfim...aproveitem....Alguém tem um lencinho pra me dar? ^^'



Sayonara

Havia um vazio em meu coração
Fiquei a noite sem dormir, apenas suspirando...
E antes de perceber, já tinha amanhecido...
Querendo ouvir a sua voz...
Querendo sentir o seu calor...
Sentimentos para você melhorar...
Minhas lágrimas caíram...
Adeus, meu amado...
Ainda não posso me esquecer de você...
Adeus, é tão triste quando tudo acaba com esta palavra...


Assista ao trailer completo de DragonBall lançado no Japão

Foi postado no blog Blog Dragon Ball Live Action o trailer do filme baseado no Anime DragonBall, o trailer você pode ver logo abaixo.


Agora sim, confesso que me "arrupiei" dos pés a cabeça, pense num trailer massa vei, eu sei que o filme não é exatamente o Anime, mas que o trailer ta legal isso tá.

9 de dezembro de 2008

Seja um torturador virtual! Credo?! o.O

O game se chama The Torture Game 2, é um jogo em flash e por isso roda em qualquer máquina. A premissa é torturar de várias formas diferentes o seu personagem. O jogo começa com um personagem careca, pelado, pendurado e amarrado e você tem ao seu dispor alguns instrumentos tais como serra elétrica, gilete, arma de fogo, corda, vara de ferro, pincel para pintar, além de suas mãos, que podem causar muito estrago e levar o boneco a óbito.

E vale lembrar que isso é um JOGO! Se você tem essa consciência, clique aqui.






Vi no site Jovem Nerd

“Pó pará com pó”

Se liguem na mensagem, pessoal! Nada de pó! ^^'

Mario Kart Real


Poxa, que saudade da minha época de SNES! Para o SNES havia muito jogo bom, muito jogo divertido; para o N64 nem tanto só retiro Zelda, 007 e Mario, o leque de bons jogos não era tão amplo assim. Mas o que ambos tiveram em comum é o Mario Kart, um joguinho simplesmente sensacional!

Mario Kart, para os que lembram, era - e continua sendo - um dos jogos mais divertidos e mais animados para ambos os consoles. Também há versões para o Nintendo DS e o Nintendo Wii, mas, pessoalmente, nunca tive a oportunidade de experimentar. Quem já teve a sensação de brincar de Mario Kart em algum destes consoles, deixe sua opinião nos comentários para sabermos se são tão bons quanto seus antepassados distantes.

Zapeando pela internet no blog Pensando Nisso descobri um vídeo deste incrível fã de Mario Kart que resolveu reproduzir as aventuras automobilísticas do Mario Kart no mundo real. Isso mesmo, ele fez um Mario Kart Real! Confiram o vídeo e morram de rir com os itens que o “personagem” joga no asfalto! Muito bom!


MARIO KART (REMI GAILLARD)
by nqtv

8 de dezembro de 2008

Piores desculpas para não se entregar uma lição de casa!

Lembra quando você não fazia o dever de casa e dava aquela desculpa pro professor? Tipo, Na maioria das vezes, o culpado era sempre o cachorro, companheiro travesso do estudante, e que teimava em mastigar o trabalho, e em alguns casos, até usava o dever de casa como toalete!

Bem, com o fim da década de noventa, os computadores pessoais tomaram de assalto as residências e se tornaram ferramenta na confecção das lições de casa, bem como passaram a dividir com o cachorro, a autoria das maiorias das mazelas estudantis. E de acordo com uma pesquisa britânica, revelada no jornal Telegraph, foram enumeradas as “razões” pelas quais os estudantes não puderam completar suas tarefas. As desculpas mais populares relacionadas à tecnologia para não entrega de um trabalho foram:

  • “Meu computador ‘deu pau’ e eu perdi tudo”.
  • “Eu terminei a minha tarefa, mas aí eu apaguei por acidente”.
  • “Não consegui imprimir o meu trabalho”.
  • “A internet ‘caiu’ e por isso não consegui fazer a minha pesquisa”.
  • “Perdi meu laptop”.


Até aí, nada fora do comum. Agora confira as mais esfarrapadas justificativas que tinham a ver com computadores dadas, segundo a pesquisa:

  • “O computador do meu pai foi hackeado por russos e eles roubaram o meu trabalho”.
  • “Um assaltante roubou o meu trabalho impresso junto com o meu computador”.
  • “O meu PC explodiu quando o meu cachorro (olha ele aí de novo) o usou como ‘banheiro”.
  • “Eu acidentalmente derrubei cidra no meu computador e quebrei ele”.


Aí, nem o professor mais toupeira, em se tratando de tecnologia, iria engolir uma dessas… E certa vez meu cachorro realmente comeu meu dever de casa. E o meu professor de Inglês achou a desculpa tão original que me deu um ponto.

Obs: Isso não foi desculpa, foi fato.

O Expresso Polar: Eu Acredito.

Será que esse trem vai por Aluado blog?

Esse era um dos filmes mais aguardados e com maior expectativa em 2004. Só a união dos nomes Robert Zemeckis (para quem não sabe, ele é o nome por trás da série De Volta para o Futuro, e vencedor do Oscar por Forrest Gump – O Contador de Histórias e claro o grande Beowulf ) e Tom Hanks já deixavam todos ansiosos, pois coisa boa vinha por aí. Zemeckis ainda atiçou a curiosidade de todos ao anunciar que seu filme empregaria uma novíssima técnica de captura de movimentos, onde atores reais teriam gravados seus movimentos para depois dar origem à animação por computador. Pronto, o burburinho estava formado.

Mas, infelismente não foi o que aconteceu, o filme foi relativamente mal sucedido nas bilheterias na época em que foi exibido. E ainda houve malucos que acusaram o filme de ser totalmente materialista e que não passava a mensagem de que o Natal é uma festa cristã onde se comemorava o nascimento de Jesus Cristo! Recalques à parte, a película conseguiu aos poucos atrair maior público e terminou com uma bilheteria americana aproximada de 162 milhões de dólares, assim pagando o custo de produção de 150 milhões e obtendo de lucro a bilheteria do resto do mundo.

Eu não entendo o porquê do desapontamento de tanta gente com o filme. Talvez por ser um belo conto natalino, e por assim sendo ingênuo, fantasioso e extremamente puro, longe do cinismo dos tempos atuais. Há muito tempo não se via nas telonas um filme natalino tão contagiante, tão emocionante. Curioso é que Zemeckis baseou todo o seu trabalho em um livro de ilustrações de Chris Van Allsburg, onde não havia praticamente texto e sim belas imagens. Portanto foi desenvolvido um trabalho de texto totalmente novo para o filme.

Mas ai eu pergunto. Você não acredita mais em Papai Noel? Não consegue ouvir os guizos de Natal a tilintar na véspera do nascimento de Jesus Cristo? É muito provável que você tenha crescido demais. Que tenha ultrapassado não só a barreira cronológica da infância, mas que tenha sufocado a criança que deveria existir dentro de você. O que acha de reencontrar toda a graça, felicidade e satisfação que existe nessa mágica época do ano?

O natal é tempo de bondade. É um período em que as pessoas se sentem mais motivadas a estender suas mãos aos outros e lhes mostrar toda a sua generosidade e simpatia. E é justamente nesse ponto que entendemos que a mensagem de Cristo incorpora-se ao cotidiano das pessoas através de ações e sentimentos.

A premissa do filme é bastante simples: várias crianças que passam a descrer em Papai Noel acabam ganhando um ticket para uma viagem em um misterioso trem até o Pólo Norte, onde conhecerão o próprio Papai Noel e onde redescobrirão a magia do Natal. A viagem será cheia de aventuras e o foco do roteiro, um garoto que nunca tem seu nome citado, aprenderá diversas lições de vida – como todo bom filme natalino.

Mas, eis que, justamente quando faltavam apenas cinco minutos para a meia-noite, um menino vê luzes, sente um tremor e escuta o apito de um trem chegando. Tudo lhe parece muito estranho, afinal de contas, não há linhas férreas próximas de sua casa. Quando sai de sua casa para averiguar o que estava acontecendo, se depara com enorme trem estacionado em frente de sua residência e um homem a lhe chamar para o embarque. Assustado, ele pensa durante alguns segundos se deve ou não entrar naquela locomotiva. Decide que isso não é prudente e não aceita o convite para viajar no Expresso Polar, rumo ao Pólo Norte, para conhecer Papai Noel. Quando o trem recomeça sua viagem ele se arrepende de sua primeira decisão e corre até as escadas de acesso do trem. Com um sorriso maroto nos lábios o condutor o aguardava e o conduz até seu banco.

Há muitas outras crianças no trem. Todos estão agitados. Entre eles o comum sentimento de desilusão quanto ao Natal e a existência do Sr. Noel parece ser um ponto de encontro. Será que essa viagem realmente vai lhes colocar frente a frente com Papai Noel e todos os seus duendes?

O filme nos passa uma mágica viagem em que se misturam aventuras e amizades em busca do verdadeiro sentido do Natal, o menino embarca em direção ao desconhecido querendo reencontrar os sentimentos que alimentara há pouco tempo atrás. E é naquele assustado garoto que se encontram as lembranças de cada um de nós e busca-se o resgate da felicidade que alguns parecem ter perdido. Não perca tempo, entre você também no Expresso Polar e busque os verdadeiros presentes que existem no Natal:- A paz, o amor e a felicidade. É um filme que eu recomendo a todos que querem voltar a ser criança nesse natal, nem que seja por um momento.

4 de dezembro de 2008

Amélie: A MOÇA COM O COPO DE ÁGUA

No mesmo segundo em que uma mosca californiana capaz de 14670 batimentos de asa por segundo pousou numa rua em Montmartre, um espermatozóide de cromossomo X, pertencente ao Sr. Raphael Poulain, fecundou o óvulo da Sra. Amandine Poulain, em solteira Amandine Fouet. Nove meses depois nascia Amélie. E assim começa "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" que é, em síntese, a mágica de transformar o cotidiano em poesia, como nas frases acima ditas no inicio do filme.

E Amélie como todas as outras crianças, gostaria de ter o carinho do pai. Mas ele, um ex-médico militar muito frio, só tocava a filha no exame mensal de rotina. A menina, emocionada com o contato tão incomum, não conseguia impedir que seu coração disparasse. Raphael Poulain conclui, então, que a filha sofria de uma grave anomalia cardíaca. Não podendo ir à escola, a garota passa a ter a mãe, extremamente nervosa, como Professora. Privada do contato com outras crianças, convivendo apenas com um pai distante e uma mãe neurastênica, ela começa a criar um mundo de fantasias no qual se acostumará a viver. Após a trágica morte da esposa, Raphael Poulain torna-se ainda mais fechado e tudo ao redor de Amélie parece tão sem vida que ela não vê outra alternativa além de sonhar até que possa partir. Quando se muda do subúrbio para Paris, torna-se garçonete no café Deux Mullins. Mas, mesmo vivendo em um mundo maior e cheio de pessoas, a jovem nunca deixou seu universo de fantasias, onde não há limites para a sua imaginação.

A vida da heroína e o mundo que a cerca são às vezes melancólicos, mas nunca tristes. A história é contada de forma a parecer que o destino fabuloso da protagonista é possível e só está a sua espera. Isso, devido ao imenso valor que é dado aos pequenos detalhes, tornando momentos banais do cotidiano extremamente intensos. A cada cena se redescobre o segredo de Amélie Poulain: a beleza e poesia com que as coisas corriqueiras são tratadas. A vida aqui, em cada mínimo detalhe, é inevitavelmente fabulosa. A própria narração tem sempre um tom de aventura fantástica, como se algo emocionante, não importa o quão pequeno seja, pudesse acontecer a qualquer momento.

Os personagens que povoam o mundo da jovem francesa são apresentados por particularidades mínimas e delicadas, mas que dizem muito. Assim, temos Suzanne, a dona do café, que manca um pouco, mas nunca derrubou um copo; Gina, também garçonete, cuja avó era curandeira; Georgette, a doente imaginária; Joseph, o amante rejeitado de Gina, louco por plásticos-bolha; Dufayel, o homem de vidro e tantos outros riquíssimos. E, sobretudo, temos Amélie, a garota introspectiva que vive num mundo de sonhos e se apega a pequenos prazeres, como enfiar a mão num saco de grãos, quebrar com a colher a crosta do créme brulée e atirar pedras no Canal Saint Martin.

Mas a vida dessa garota tão sonhadora muda quando ela encontra por acaso em seu apartamento uma caixinha escondida há 40 anos por um menino, ela toma uma decisão que mudará o seu destino: vai encontrar o dono daquele tesouro e devolvê-lo. Se ele se emocionar, ela irá consertar a bagunça da vida dos outros. Se não, azar. Na verdade, a vida de Amélie é vazia e solucionar os problemas à sua volta, com idéias sempre criativas, lhe dá um sentido e um proposito. Entretanto, nossa heroína perceberá que, sendo apenas o anjo da guarda dos outros, poderá desperdiçar sua própria vida. E, como diz seu amigo Dufayel em certo momento:

Dufayel -Nesses anos todos, o único personagem que ainda não consegui captar…é a moça com o copo de água. Ela está no centro e, no entanto, está fora.
Amélie - Talvez ela seja diferente dos outros.
Dufayel - Em quê?
Amélie - Não sei. Quando era pequena, não devia brincar com outras crianças. Talvez nunca. Ou ela queria resolver a bagunça dos outros.
Dufayel - E quem vai arrumar a bagunça da vida dela?

O filme tem a direção de Jean-Pierre Jeunet, de Delicatessen, o filme é uma junção de histórias que ele acumulou durante 25 anos. Dái a riqueza do enredo. A história de Amélie é só uma entre tantas no filme. E há dentro desse vasto universo ficcional alguém muito parecido com a doce protagonista. Nino foi também uma criança sozinha. Trabalha como caixa no Palace Vídeo, O Rei do Pornô e nas quartas-feiras no trem-fantasma de um parque de diversões. Tem o hábito de colecionar fotos instantâneas de desconhecidos, um estranho álbum de família.
Assim como Amélie, é um sonhador. Já no primeiro encontro ela sente que os dois têm algo em comum, mas, sempre introvertida, prefere viver no sonho a encarar a realidade e se arriscar em amar. No entanto, a moça terá que criar coragem e deixar de se privar para não estragar o seu próprio destino. A simplicidade do cotidiano, tornado aqui tão grande, tão bonito e tão capaz de emocionar, nos aproxima da história. E o visual espetacular influi muito nela. Jeunet optou por utilizar cores vribrantes, até mesmo quando a cena é escura. Para compor o trabalho, o diretor e a equipe foram buscar inspiração em pinturas e uma grande influência em Amélie Poulain foi um artista brasileiro, de nome Machado, que utilizava bastante o verde e o vermelho (as cores essenciais da fotografia de Amélie) em suas obras. Mas a variedade era importante e, para equilibrar o excesso dessas duas cores, há sempre em algum lugar do quadro uma outra, como o amarelo e o azul, que aparece pontualmente em várias cenas.

E foi grande também a preocupação com os cenários, os desenhos de produção e a escolha das locações. A história se passa em Montmartre, que é uma colina. São mostrados elementos específicos dali, mas as locações também dão uma boa amostra de Paris, trazendo mais realidade ao filme. Para o papel principal, Jeunet havia pensado inicialmente na inglesa Emily Watson, de Ondas do Destino, que por motivos pessoais não pôde ficar com o papel. No teste de elenco na França, a primeira atriz que conheceu foi Audrey Tautou. Um feliz encontro, pois ela encarnou a heroína com perfeição.
Difícil falar em Amélie Poulain sem que nos venha a mente os já antológicos close-ups do rosto de Audrey, com seu olhar e sorriso peculiares. A princípio, o título do filme seria Amélie das Abesses, uma praça de Paris. O título verdadeiramente escolhido foi encontrado em um catálogo de filmes antigos, a partir de uma obra de Sacha Guitry intitulada O Fabuloso Destino de Desirée. Nas palavras do diretor, no fim seu filme teve um fabulos destino e o título pelo qual optaram foi meio premonitório. É, há uma infinidade de histórias a serem contadas sobre Amélie Poulain. Mas uma única, recorrente e inevitável palavra já define com perfeição essa deliciosa obra francesa: Fabulosa!

Agora vou transformar o meu cotidiano em poesia, no momento em que eu estou escrevendo esse texto:

Estamos em 04 de dezembro de 2008. São exatamente 17:18 da tarde. Meu priminho dorme com um sorriso-desenho no quarto dele. As árvores da minha rua dançam ao som do delicado vento de um dia de Dezembro, no mesmo instante que em algum canto da ilha alguém come uma pizza, ao mesmo tempo que descobre a relação dele-seu-dente-o-queijo-e-o-leite, enquanto isso, pessoas desfrutam o fim de tarde na praia da conceição. A temperatura e a umidade é suficientemente agradável em relação a pressão atmosférica.

Lembrete: “sem você, a emoção de hoje seria pele morta da emoção do passado.”

3 de dezembro de 2008

Homenagem ao GÊNIO John Williams + Star Wars a capella

Visitando o site Jovem Nerd onde eu sempre estou a procura de informações para colocar nessa minha segunda casa, que é esse blog. Vi um video de um jovem chamado Corey Vidal que fez uma homenagem ao GÊNIO maestro e compositor John Williams, com vozes do grupo cômico a capella Moosebutter. Então, vejá logo abaixo o video.

Concurso de Teatro de bonecos


Pois é, foi isso mesmo que você leu na foto logo acima, o blog Teatro de Bonecos do Guilherme Briggs está promovendo um concurso de Teatro de Bonecos. Então ficou curioso? Quer participar? É muito facil, olha só as regras que ele colocou no blog:




  1. Escreva você mesmo uma cena com diálogos para nossos atores do teatro, podendo escolher quantos bonecos quiser! Caso não lembre quem é quem no nosso elenco, visite nosso blog, veja nossas apresentações e faça sua escalação! Você pode criar uma cena apenas ou várias! Pode enviar quantas quiser!

  2. Bata uma (ou várias) fotos bem divertidas com seus próprios bonecos ou brinquedos e acrescente (ou não) diálogos. Você pode também deixar que a gente crie as falas, enviando somente as fotos das suas cenas.

...Ou...

FAÇA AS DUAS COISAS!!

As melhores criações artísticas serão selecionadas e encenadas no blog Teatro de Bonecos para serem apreciadas por todos!

Ps: E ainda tem mais: Participe e concorra a um teatro de bonecos PERSONALIZADO, feito com EXCLUSIVIDADE pra você!

Ps2: Mas atenção! Segura o bonde! Para participar, você precisa enviar suas criações para o e-mail: gbriggs@globo.com

Ps3: E atenção o prazo vai até o dia 31 de Dezembro! Portanto, mandem seus teatros, textos, fotos até essa data, que os melhores será publicado em JANEIRO de 2009, abrindo o ano com muita alegria e a participação dos leitores desse blog!

Legal né? Participe!!!!

Frase do mês

Muito bem, como eu prometi aqui vai mais uma frase para esse mês de Dezenbro, e dessa vez a frase aparece no filme "Um Amor Para Recordar" e a frase é:

"Descubra quem você é, e faça disso um propósito."

1 de dezembro de 2008

Por quê?

O que faz uma jovem de mais ou menos treze anos tentar suicídio? Bem, foi o que aconteceu aqui em Noronha nesse ultimo Domingo (dia 30/11/2008) com uma jovem aparentemente feliz e tranqüila, ai eu pergunto “por quê?”. Pelo o que eu soube foi por causa do “amor”, pois a jovem estava namorando e a mãe dela não aceitava o namoro, e isso serviu de motivo para ela tentar o suicídio. Agora, o que se passa na cabeça dessa menina? Por que tentar acabar com a vida aos treze anos? Eu fico triste que Noronha tenha chegado a esse patamar de situação, onde os pais não conversam com os seus filhos e preferem brigar ou até bater em vez de conversar um pouco e resolver o problema que o filho está passando, ou até explicar essas coisas de namoro pois eu sei que a mãe fez o que fez por está preocupada com a filha, pois eu já tive treze anos e sei como é, eu até chamo de “idade da razão” pois sempre queremos ter razão e mostrar que estamos crescendo. Felizmente a garota está bem e graças a Deus chegaram a tempo de salva-la, pois segundo a versão de terceiros ela tinha tomado quase a metade do veneno de rato, mas como aqui é Noronha o povo gosta de aumentar os fatos (quantas vezes eu fui dado como morto na boca do povo dessa ilha). Mas o importante é que ela está bem e isso já basta.

Uma espada, um arco e um colosso.

Neste Domingo(dia 30/11/2008) junto com os meus amigos Felipe e Evandro jogamos um jogo chamado Shadow of the Colossus, o jogo é bem diferente, principalmente com o fato do herói nem mesmo ter um nome e isso fortalece ainda mais a idéia de que esse jogo não é sobre encarnar um personagem. O personagem e seu cavalo são apenas os veículos para a experiência de jogo, para as sensações que o jogo desperta no jogador. Ao galopar pelo cenário – e o jogo só tem um cenário – a sensação é de extrema liberdade, pois você nunca vê ou imagina onde estão seus limites. Cada colosso deve ser procurado individualmente, tendo como pista apenas o brilho da sua espada contra o sol, que dá uma direção genérica de onde o próximo pode estar. A busca por vezes chega a ser cansativa, percorrendo grandes distâncias e passando por muitas mudanças no cenário.

E qual é o motivo pra enfrentar esses seres gigantescos e que podem esmagar seu personagem com apenas um pisão? O jogo não diz. Caso você consiga exterminar os dezesseis colossos existentes no jogo, talvez você consiga reviver uma personagem feminina, que permanece morta (?) em um altar durante sua jornada. O jogo não deixa claro quem é a mulher, nem qual a importância dela para o seu personagem. Mas como resistir à simplicidade da história? É tão ingênuo e singelo que você simplesmente tem que ir em busca dos colossos, para saber o que acontece. Eu acho que é um homem tentando reviver a mulher amada, e que não mede esforços para conseguir.

Os colossos variam de tamanho, entre grande, enorme e... colossal. Quando seu personagem encontra o primeiro deles, você vividamente experimenta a sensação: como eu vou fazer pra derrubar esse bicho? Novamente, com a ajuda do brilho de sua espada, você deve encontrar pontos fracos na estrutura corporal do colosso, onde você enterrará sua espada inúmeras vezes, até derrubá-lo. Para piorar, muitas vezes os pontos são na cabeça, o que significa que você deve escalar até o ponto indicado. E é aí que está um dos pontos fortes do jogo.

Cada inimigo tem seus próprios padrões de movimentação e ataque, requerendo observação e estudos prévios sobre como abordá-lo. Muitas vezes a solução inclui interação com o cenário, inclusive. Com a combinação certa de ações e fatores é possível fragilizar o monstro de alguma forma (colocando-o de joelhos, abrindo um caminho entre suas pernas, etc.), permitindo que você finalmente o aborde, normalmente na forma de uma escalada do seu corpo. Os colossos são sensíveis à sua escalada, e tentam chacoalhar você para fora, como se fosse uma pulga em um cachorro. Em vários momentos você não pode fazer nada além de se segurar firmemente e torcer para achar um ponto mais seguro antes que a sua força acabe. Resumindo o botão R1 é tudo nesse jogo.

O personagem principal possui uma movimentação muito natural, que se torna aparente em algumas partes do jogo (como quando ele está nadando) e pequenos detalhes que adicionam realismo (personagem ofegando, personagem tropeça quando corre). Sua montaria também parece se comportar como um animal de verdade, apresentando o comportamento esperado de um cavalo fiel. Em várias ocasiões é possível notar o corcel correndo ao lado do personagem, como se oferecesse ajuda, quando envolvido em combate com algum dos monstros.

A sensação de “outro mundo” é reforçada pelas vozes do jogo, pois a língua utilizada é desconhecida, feita pra não ser entendida “de ouvido”. Tudo se encaixa muito bem para a experiência única que Shadow of the Colossus porporciona. Simplemente ser um jogo desafiador. E logo abaixo segue algumas imagens desse jogo desfiador.




Aluado Blog Tumblr

SocialVibe