25 de março de 2012

Será que Dublagem Brasileira é mesmo tão ruim assim ou temos preconceito com nossa própria língua?


“Odeio filme dublado, com a dublagem você perde 25% da qualidade do filme.”*

Depois de escutar essa frase eu fiquei pensando: Por que tanto preconceito com a Dublagem Brasileira?

Acho que todo esse preconceito deve ter vindo das dublagens das novelas mexicanas ou sei lá, a verdade é que muitas pessoas tem esse preconceito com a dublagem, mas no fundo não sabem explicar o por que, apenas falam que é ruim e ponto ou dizem a mesma coisa que está escrito lá em cima.*

Às pessoas esquecem que o nosso primeiro contato com o mundo do cinema são com os filmes dublados, os desenhos animados e entre outros gêneros. Eu não vou ser Hipócrita e dizer que gosto só de filme dublado, eu gosto de ver o filme estrangeiro no áudio original eu gosto de ouvir a interpretação do ator em sua língua original, mas eu acho que isso não é desculpa para não conferir a versão dublada do mesmo. Eu poderia citar vários filmes em que a dublagem brasileira deu um banho na versão original, mas vou falar de um que assisti recentemente chamado “Se Enlouquecer Não se Apaixone” (It’s Kind of a Funny History) não lembro no momento os nomes dos dubladores que fazem as vozes do casal jovem do filme.

Então eu gostaria de destacar o trabalho do Ricardo Juarez que faz a voz do BOB (Zach Galifianakis) no filme, poxa depois que eu assisti as duas versões (Dublada e Legendada) eu posso dizer que a versão nacional não deve nada a versão original. Tipo eu gostei da escolha nas vozes dos jovens, pois são marcantes e principalmente no personagem BOB. Se eu não me engano o Zach Galifianakis já foi dublado por outros dubladores, mas nesse filme a voz do Ricardo se encaixou perfeitamente, e como eu disse antes não devendo nada a versão original.

Mas um dos grandes problemas que alimentam esse preconceito é muito a falta de informação e muitos não sabem como é difícil realizar algo com pouca estrutura e com uma demanda incrível de trabalho, sem falar na ''modinha'' de colocar ator famoso para dublar. Ahhh.. É claro, elogiam o trabalho dos dubladores do CHAVES e até dizem “Mas com o Chaves e desenhos animados é diferente, porque são feitos para crianças”.

E eu me pergunto: Porque aceitamos que uma animação seja dublada? Será que já que estamos tratando com personagens não reais, e então aceitamos assim qualquer voz saindo daquela boca? E porque isso não se aplica aos animes? Porque os fãs de anime (otakus) fazem tanta questão do original e se ofendem com as pessoas que gostam de anime dublado, sendo que anos atrás só se via anime dublado. Muitas vezes penso que a preferência de alguns por legendas, seja elas produções americanas ou animações japonesas, não passa de falta de sinceridade com sigo mesmo, vontade de ser superior aos outros e desprezo pela possibilidade de ser jogado na rodinha dos ignorantes. A verdade é que se tornou "cult" dar chilique contra filmes, séries, desenhos e animes dublados.

Eu Anderson Ricardo da Silva considero dublagem uma arte! Uma arte que vai muito além de encaixar uma frase na boca de tal personagem, na verdade a arte está em adaptar textos, transmitir emoções e reinterpretar personagens, poxa quem até hoje não esquece a voz do Pumba (Voz do Mauro Ramos) as vozes do Goku criança e adulto (feitos por Ursula e Wendel Bezerra) ou até mesmo a voz engraçada do Frikazoide (Guilherme Briggs) e até uma voz que se calou, mas que foi por anos a voz por traz do Bruce Willis (Newton da Matta), até hoje eu escuto as pessoas dizerem “A voz do Bruce Willis mudou, a dublagem brasileira é uma merda mesmo”.

Mas uma coisa é fato, nem toda dublagem sai legal hoje em dia… São poucas as que são boas... Outra coisa que é verdade é que não vamos ter pra sempre o Mauro Ramos, Guilherme Briggs, Ricardo Juarez, Manolo, Ursula Bezerra, Wendel Bezerra, Garcia Junior, Marcelo Coutinho, Silvio Navas e entre outros tantos profissionais que dão e deram a sua voz e alma em uma produção seja ela filme, série e desenho animado e que não são reconhecidos.

No fundo a maioria que tem esse preconceito contra a dublagem mostra mesmo é um preconceito de classe, um preconceito contra o povo. Tudo que é gringo é chique, língua brasileira (repito!, BRA-SI-LEI-RA) é coisa de pobre. E claro tem a outra parcela que não gosta por que gosta de ver o filme em sua versão original e eu concordo até porque eu disse antes que eu também gosto de ver o filme em sua versão original, mas pessoal vamos dar uma chance, pois nem toda dublagem é ruim. (com exceção em dublagens feitas para documentários que ai eu acho que realmente perde um pouco do brilho) Mas, nem tudo é perfeito não é?

3 comentários:

  1. Andyyyyyy! Eu prefiro filme com aúdio original você sabe. Fiquei com tanto raiva do cinemark quando não consegui o ingresso pra segunda parte de HP legendado. pra mim a dublagem tira sim muito do trabalho do ator,para alguns atores a voz é um diferencial e tanto. sem falar que alguns vezes a dublagem muda completamente o sentido da frase, vide Matrix, as vozes são legais, mas o dublador do Keanu Reaves ajudou muito na expressão de palerma dele, né não? Animações eu também prefiro com áudio original, por exemplo Toy Story sem Tom Hanks não seria a mesma coisa.
    *tem preconceito com língua quem não se dispõe a aprender outras além de sua própria :D

    ResponderExcluir
  2. olha só nao tenho nada contra a versao brasileira,e concordo com vc quando vc diz que dublagem é uma arte sim, mais vc deve concordar que achar uma voz que combine com o ator de determinado filme é dificil, e a emoção original da cena se perde, seja pela entonação da voz do personagem ou pela troca brusca de determinadas falas por calsa do politicamente correto. tipo pq todos os palavroes sao cortados dos filmes estrangeiros e substiluidos por um simples droga e os filmes brasileiros sao cheios de palavroes do mais alto escalao
    assisto as duas versoes para ver como fica mais prefiro a versao original pela emoção transmitidas nas falas dos personagens.
    e lanço uma questao: imagine ai um filme brasileiro tipo "tropa de elite" com os seus filhos da puta, va toma no cu, essa merda dublado em ingles por exemplo. a emoção que o ator vive no momento da cena nao é vivida pelo dublador no estudio e por isso a perda na qualidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o seu ponto de vista Helio, realmente é complicado encontrar um dublador q consiga combinar com avoz do personagem/ator. E com a questão dos palavrões, as vezes é o propio estudio(Fox, Warner, Sony e.t.c) que determina se o filme na versão dublada vai ter ou não, e vc não faz idea como isso dificulta o trabalho dos dubladores....

      Excluir

Sejá bem vindo ao Aluado Blog, dê sua opinião sobre o post...

OBRIGADO PELA VISITA! E VOLTE SEMPRE. ^^'

Aluado Blog Tumblr

SocialVibe